Sexta Jazz AF: Homenagem à rainha afro do jazz e do soul

Sexta Jazz AF de maio traz no repertório sucessos e preciosidades da carreira de Erykah Badu

Erykah Badu lançou seu primeiro álbum, Baduizm, em 1997, com um raro grau de aclamação popular e crítica. A cantora e compositora do Brooklyn foi aclamada como um talento excepcional que fundiu sem esforço estilos de jazz do passado com o R & B dos anos 90 e hip-hop. Suas composições fluentes, altamente individuais, vocalizantes e com toques espirituais foram recebidas como algo novo e atraente. A voz de Badu atraiu comparações com Sarah Vaughan, Ella Fitzgerald e, em particular, Billie Holiday. Soma-se a isso o fato de ter cultivado uma personalidade mística, inspirada em fontes africanas e New Age. “Habitualmente com um vestido longo, pulseiras de prata, colares e anéis, e um envoltório de cabeça que se projeta como uma coroa, Badu trabalha o palco iluminado por velas e cercado de incenso como uma mulher em uma missão”, escreveu Kevin Powell na Rolling Stone.

 

Com a difícil, mas inspiradora missão de interpretar Erykah, o Sexta Jazz contará com a paranaense radicada em Florianópolis Renata Corrêa, dona de um das vozes mais potentes e encantadoras da Ilha e que começou sua carreira cantando blues, soul e R&B. Completam o time um dos curadores do projeto, Tiê Fernandes (baixo), além dos músicos

Fábio Mello (sax), Paulo Steil (bateria) e Yves Tanure (teclado). Com entrada franca, o Sexta Jazz AF é viabilizado através da Lei de Incentivo à Cultura, com realização da Aliança Francesa Florianópolis, do Ministério da Cidadania e Governo Federal. O evento tem o patrocínio da ENGIE Energia Brasil, Iguatemi Florianópolis e Eisenbahn. A produção é da Marte Cultural.

 

Sexta Jazz AF – Especial Erykah Badu

17 de maio, 20h

Piso G3 do Iguatemi Florianópolis

Entrada Gratuita

 

Músicos

Tiê Pereira – Baixo

Renata Corrêa – Vocal

Fábio Mello – Saxofone

Paulo Steil – Bateria

Yves Tanure – Teclado